31 de julho de 2015

GOVERNADOR CUMPRE AGENDA NESTA SEXTA-FEIRA EM CAICÓ

O governador Robinson Faria, cumpre uma vasta agenda nesta sexta-feira (31) em Caicó.

9 horas – Ilha de Santana

Participou da solenidade que entregou cheques do Programa Microcrédito do Empreendedor; veículos e equipamentos de informática aos escritórios da Emater, e da CAERN.

11h30 – visitou as dependência do Hospital Regional do Seridó, na companhia do prefeito Roberto Germano, do Secretario de Saúde, José Ricardo Lagreca e do deputado Vivaldo Costa além de outras autoridades

16 horas – Câmara Municipal de Caicó

Assinatura das ordens de serviços para conservação e restauração das rodovias da Região do Seridó.

16h30 – Câmara Municipal

Sessão Solene de entrega de Título de Cidadã a Primeira-Dama, e Secretária de Estado de Assistência Social, Julianne Faria, e a Comenda de Honra ao Mérito Vila do Principe concedida pelo Poder Legislatico caicoense ao próprio governador Robinson Faria.

AMEAÇADA, ADVOGADA DE DELATORES DA LAVA-JATO DIZ QUE VAI ABANDONAR PROFISSÃO

A advogada Beatriz Catta Preta, defensora de nove delatores da Operação Lava-Jato, afirmou, em entrevista ao “Jornal Nacional”, da TV Globo, que pretende abandonar a profissão por se sentir ameaçada.

Vou zelar pela segurança da minha família, dos meus filhos. Decidi encerrar minha carreira na advocacia. Fechei o escritório afirmou a advogada, em entrevista que será exibida na noite desta quinta-feira.

Catta Preta comunicou, na semana passada, ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Federal Criminal do Paraná, que estava deixando os seus clientes.


Ela chegou a ser convocada para depor na CPI da Petrobras para explicar a origem dos seus honorários. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entendeu a convocação como uma tentativa de intimidação.

BRASILEIRÃO DE 2015 TEM A PIOR MÉDIA DE GOLS DOS ÚLTIMOS 25 ANOS

O Campeonato Brasileiro de 2015 vem decepcionando no quesito de gols marcados. A atual média é bastante baixa, e atinge um número inferior ao dos últimos 25 anos da competição.

Ao fim de 152 jogos da atual edição, as redes foram balanças 336 vezes, o que dá uma média de 2,21 gols por partida


Até então, apenas em 1990 o número havia sido inferior. Naquele ano, a média ao final da competição foi de 1,89 gols por partida. Foram 386 gols em 204 jogos. Até o presente momento, os clubes que mais contribuem para a média baixa em 2015 são Joinville e Vasco. 

A equipe catarinense tem o pior ataque, com apenas sete gols em 15 jogos, e consegue balançar as redes uma vez a cada 193 minutos jogados, enquanto o time carioca, que fez oito gols em 16 jogos, marca um a cada 180 minutos.

Analisando os números de todas as edições do Campeonato Brasileiro (desde 1971), encontramos em 1987 a edição em que as redes mais estiveram carentes. Em um ano cheio de polêmica, que terminou com Sport e Flamengo como campeões, a média foi de apenas 1,77 gols por partida.

Já o melhor ano foi em 2005. Os 1448 gols nas 462 partidas realizadas resultaram em uma média de 3,13 gols por jogo. Nesta edição, o campeão Corinthians teve o melhor ataque, com 87 gols.

NO BRASIL, 8 EM CADA 10 BRASILEIROS TEMEM SER ASSASSINADOS

Quase dois terços dos moradores de cidades com mais de 100 mil habitantes têm medo de sofrer agressão da Polícia Militar, segundo pesquisa encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública ao Datafolha.

Levantamento semelhante realizado pelo mesmo instituto, em 2012, revelava que 48% dos entrevistados tinham esse temor, percentual que cresceu para 62% na nova pesquisa. Foram ouvidas 1,3 mil pessoas em 84 municípios brasileiros. A margem de erro é de três pontos percentuais.

Jovens, pobres, negros e moradores do Nordeste formam o perfil daqueles que mais têm medo da PM. O levantamento apontou, ainda, que 81% dos entrevistados temem ser assassinados. É um índice maior do que o registrado em 2012, quando 65% relataram o temor de serem mortos.

Nesta sexta-feira, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anuncia no Rio as diretrizes de um plano nacional para redução de homicídios, que será concluído até o fim do ano. A proposta é celebrar convênios com governos de lugares com maior incidência de mortes.

Pesquisa inédita também realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), e divulgada nesta quinta-feira pelo GLOBO, mostrou como a vida dos agentes de segurança é afetada pelo exercício da profissão. Segundo o levantamento, 75,6% deles já foram ameaçados em serviço e 53,1%, fora dele. O estudo mostra que, por se sentirem em risco por conta do trabalho, eles mudam os hábitos quando estão fora do emprego.

O uso de transporte público, por exemplo, é evitado por 61,8% dos entrevistados, enquanto 44,3% têm o hábito de esconder a farda e/ou o distintivo no percurso entre a casa e o local de trabalho, e 35,2% procuram esconder a profissão até mesmo de parentes e amigos.

30 de julho de 2015

GOVERNO PUBLICA LEI DO SALÁRIO MÍNIMO COM VETO À AMPLIAÇÃO DA REGRA A APOSENTADOS

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que estende a atual política de reajuste do salário mínimo até 2019. Resultado da aprovação da Medida Provisória 672, o texto está publicado no Diário Oficial da União (DOU) e, como já anunciado, veio com veto à extensão da regra aos benefícios e aposentadorias pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Pela política sancionada, o salário mínimo continuará sendo reajustado com base na correção da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de um ano antes, mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores. Como os pensionistas que recebem um salário mínimo já têm seus benefícios reajustados com base nessa fórmula, a vinculação afetaria quem ganha acima desse valor

O ministro de Aviação Civil, Eliseu Padilha, um dos responsáveis pela articulação política do governo, disse que "esta conta é impagável" e "a solução foi vetar". "Não tem outra saída", informou. Segundo a Previdência Social, se fosse mantida, a medida geraria um gasto extra estimado em R$ 9,2 bilhões por ano.

Nas razões do veto enviadas ao Congresso, o governo justificou que a ampliação da regra do mínimo violaria disposição constitucional que veda sua vinculação para qualquer fim. O governo alegou ainda que o veto não retira a garantia, também constitucional, de que nenhum benefício do INSS poderá ter valor mensal inferior ao salário mínimo.

"Ao realizar vinculação entre os reajustes da política de valorização do salário mínimo e dos benefícios pagos pelo Regime Geral de Previdência Social - RGPS, as medidas violariam o disposto no art. 7º, inciso IV, da Constituição. Além disso, o veto não restringe a garantia constitucional prevista no art. 201, 2º parágrafo", argumentou Dilma.

POLÍTICOS DO ESTADO PRESTIGIAM FEIRINHA DE SANT’ANA EM CAICÓ

Políticos de vários seguimentos partidários do Rio Grande do Norte, estiveram nesta quinta-feira, feriado municipal em Caicó, participando da Feirinha de Sant’Ana que teve uma movimentação intensa durante dos este dia (30).

Passaram por lá além do prefeito caiconese, Roberto Germano é claro, os senadores, Garibaldi Alves Filho, Fátima Bezerra (PT), o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, a deputada federal Zenaide Maia, a ex-governadora Rosalba Ciarlini, os deputados estaduais, Álvaro Dias, Vivaldo Costa, Nelter Queiroz a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, o ex-deputado federal João Maia, o deputado federal Rafael Mota, dentre outros.

A festa de Sant’Ana congrega milhares de pessoas em Caicó vindas de toda parte do país e até do exterior, seu grande atrativo desta quinta-feira foi sem dúvidas a Feirinha de Sant’Ana que aconteceu no largo da Catedral. Segundo estimativa da Polícia Militar cerca de 25 mil pessoas eram esperadas para participar do evento.

FÁTIMA BEZERRA PARTICIPA DA FEIRINHA DE SANT’ANA EM CAICÓ E FALA DE POLÍTICA

As posições anunciadas pela senadora Fátima Bezerra (PT), durante visita a feirinha de Sant’Ana nesta quinta-feira, não deverão ser mesma do governador Robinson Faria nas eleições de 2016 em Caicó e alguns municípios do Seridó.

Falando a imprensa local, Fátima disse que apoiará pelo menos três pré-candidaturas de seus aliados a prefeitos no Seridó.

Seriam: O advogado João Braz do PC do B em Caicó a do vereador Odon Júnior em Currais Novos e afirmou também que tentará viabilizar a prefeito de Frank Kleber do PT na cidade de Parelhas.
Fátima foi a senadora que recebeu o maior número de votos para o senado em Caicó, mas isso não seguinificar dizer que esse potencial eleitora obtido por ela possa ser repassado para o candidato que por ventura ela venha apoiar.

JUROS BÁSICOS SOBEM PELA SÉTIMA VEZ SEGUIDA

Pela sétima vez seguida, o Banco Central (BC) reajustou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou a taxa Selic em 0,5 ponto percentual, para 14,25% ao ano. Na reunião anterior, no início de junho, a taxa também tinha sido reajustada em 0,5 ponto.

Com o reajuste, a Selic retorna ao nível de outubro de 2006, quando também estava em 14,25% ao ano. A taxa é o principal instrumento do BC para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em comunicado, o Copom indicou que os juros básicos devem ficar inalterados daqui para a frente. "O comitê entende que a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, é necessária para a convergência da inflação para a meta no final de 2016", destacou o texto.

Oficialmente, o Conselho Monetário Nacional estabelece meta de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos, podendo chegar a 6,5%. No entanto, ao anunciar a nova meta de esforço fiscal, na semana passada, o governo estimou que o IPCA encerre o ano em 9%.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumula 9,31% nos 12 meses terminados em junho. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, o IPCA encerrará 2015 em 9,23%. Este ano, a inflação está sendo pressionada pelos aumentos de preços administrados como energia e combustíveis.

DILMA PROPÕE A GOVERNADORES PARCERIA PARA ENFRENTAR PROBLEMAS E SUPERAR CRISE

A presidente Dilma Rousseff enumerou hoje (30), durante reunião com governadores de todos os estados, as causas que levaram à queda da arrecadação e à redução das receitas nos estados e na União.

Ela citou fatos recentes, como a queda no preço das commodities e o aumento do dólar, que tiveram impacto sobre os “preços e a inflação”. Dilma ressaltou que ela e os governadores foram eleitos e fizeram campanha em uma conjuntura “bem mais favorável” do que a atual. “Tudo isso não é desculpa para ninguém: é o fato de nós, como governantes, não podemos nos dar o luxo de não ver a realidade com olhos muito claros. Não podemos nos dar o luxo de ignorar a realidade”, disse a presidente.

“Fomos obrigados, diante dos fatos, a promover o reequilíbrio no orçamento. Estamos fazendo esforço grande”, afirmou Dilma, citando os contingenciamentos feitos pelo governo neste ano. Segundo ela, o objetivo é colocar o Brasil na rota do crescimento e da geração de emprego.

“Não nego as dificuldades, mas afirmo que o governo federal tem todas as condições de enfrentar as dificuldades, os desafios e, em um prazo bem mais curto que alguns pensam, assistir à retomada da economia brasileira”, afirmou Dilma.

Após enumerar as causas da atual crise e as medidas que tem adotado, Dilma complementou que é importante sempre estabelecer parcerias, cooperações e enfrentar problemas juntos. "Queremos construir parcerias em novo ciclo desenvolvimento”, acrescentou a presidente. Segundo ela, uma das parcerias será no âmbito da segurança pública, para reduzir a criminalidade.

A presidente ressaltou também que ela e os governadores foram eleitos em um processo democrático em 2014, para mandatos de quatro anos, até 2018. Ela defendeu as medidas que vem adotando para combater a crise econômica, que ocorre em um período de transição para um “novo ciclo de expansão” e crescimento.

No início da reunião com os 26 governadores e uma vice-governadora dos estados de todas as regiões do país, a presidente destacou o importante papel do encontro no destino e na condução do país. Dilma disse que ela e os governadores têm um “grande patrimônio em comum”: o fato de terem sido eleitos em processo democrático bastante amplo no país.

Segundo ela, o plano de governo de cada um dos mandatários tem um prazo de execução. “Todos nós temos deveres em relação à democracia, ao voto democrático popular. Fomos eleitos na última e maior mobilização democrática e, nessas eleições, assumimos compromissos perante o país e nossos eleitores. Esses compromissos expressos no plano de governo dão um quadro que temos de desenvolver com todas as ações, iniciativas e projetos, realizando esses compromissos no horizonte, no marco e ao longo do nosso período de governo de quatro anos – portanto até 2018.”

Durante a reunião entre a presidente e os governadores, no Palácio da Alvorada, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, fará uma exposição sobre o tema da segurança. Dilma convidou também o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, que auxilia a articulação política do governo, para explicar as medidas de impacto econômico em análise no Congresso Nacional.

De acordo com o governador de Rondônia, Confúcio Moura, alguns mandatários foram escalados para falar sobre temas preestabelecidos. O acordo foi feito durante reunião prévia entre os governadores da base aliada, em um hotel de Brasília. O governador do Maranhão, Flávio Dino, falará sobre estabilidade política, e o da Paraíba, Ricardo Coutinho, sobre desenvolvimento econômico.

PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF RECEBE GOVERNADORES NO PALÁCIO DO ALVORADA

O governador do estado, Robinson Faria (PSD), cumpre hoje (30) agenda em Brasília. Na capital federal, o chefe do executivo estadual participou de uma reunião com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

De acordo com a assessoria do governador, no encontro com o ministro, que aconteceu por volta do meio dia, o chefe do executivo estadual foi em busca de recursos. Caso as verbas sejam liberadas, serão destinadas a construção de uma terceira ponte na zona Norte de Natal e a conclusão de saneamento na capital potiguar.

Além dessas obras, o recurso também iria contemplar o programa Minha Casa Minha Vida no Rio Grande do Norte. Neste momento, Robinson participa de reunião com a presidente Dilma Rousseff (PT) e os demais governadores do país. Segundo o governador Wellington Dias (PT-PI), o encontro tratará do ajuste fiscal e do pacto federativo. Além da reforma do Imposto Sobre Comercialização de Mercadorias e Serviços (ICMS).

POLÍCIA CIVIL DIVULGA NOMES DE PRESOS NA OPERAÇÃO ANJOS CAÍDOS

A operação “Anjos Caídos”, coordenada pela Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) de Natal, desarticulou uma associação criminosa que agia no tráfico de drogas, assaltos e homicídios em cidades como Santa Cruz e Tangará, na manhã desta quinta-feira (30).

Foram presos, em cumprimento a mandados de prisão, três mulheres, 12 homens e apreendido um adolescente. Também foram cumpridos 15 mandados de prisão contra criminosos do grupo que já estão detidos em unidades prisionais, além do cumprimento de mandados de busca e apreensão nos locais onde estavam os suspeitos.

A ação contou com o trabalho de policiais de várias delegacias da capital e do interior do Estado, do Centro de Inteligência da Secretaria de Segurança e Defesa Social (Seded). A operação teve também o apoio do helicóptero Potiguar 1 da Sesed e da Delegacia Móvel. Durante.

A polícia conseguiu apreender seis armas de fogo e dois quilos de drogas (1,5 kg de maconha e o restante dividido em porções de cocaína e crack).

As investigações revelaram que integrantes da associação criminosa que já estavam presos mandavam ordens de dentro do presídio para a execução de crimes que vinham acontecendo nas cidades da região do Trairi.

O grupo praticou nos últimos meses crimes como roubos a comércios e homicídios. “Acreditamos que com a desarticulação desta organização criminosa e a prisão destes integrantes na data de hoje, nós iremos elucidar a autoria de vários assassinatos que vinham acontecendo na região”, destacou o delegado da Denarc, Cláudio Henrique.

Confira a lista das pessoas presas nesta operação:

1. Alexandre Rodrigues da Silva, de 27 anos;
2. Anderson do Nascimento Ferreira, de 28 anos;
3. Angelica Patricia de Lima, de 20 anos;
4. Carlos Vlademir dos Santos, de 19 anos;
5. Daivid Raul dos Santos Pontes, de 23 anos;
6. Daniel Rodrigues de Freitas, de 22 anos;
7. Elisonara Rafael de Oliveira (idade não informada);
8. Jamele Tavares de Souza, de 19 anos;
9. João Paulo de Lima Bezerra, de 26 anos;
10. Jorge Luiz de Souza Araujo (idade não informada);
11. José Ferreira, de 22 anos;
12. Leonardo da Silva, de 34 anos;
13. Robenilson de Medeiros Rodrigues, de 18 anos;
14. Viviane Ferreira Bezerra da Silva, de 21 anos;
15. Vitor Rocha da Costa, de 19 anos.

RN TEM 676.066 VEÍCULOS IRREGULARES

Em todo o Rio Grande do Norte, 62,89% dos automóveis que circulam nas rodovias estaduais e vias municipais apresentam atraso na taxa de licenciamento. Em números absolutos são 676.066 veículos irregulares. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (30) pelo Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran).

Em números totais, o relatório mostra que os cinco municípios com maior incidência de atraso na taxa de licenciamento são Natal (228.324); Mossoró (80.538); Parnamirim (54.252); Caicó (19.045); e Assú (12.686). O balancete mostra os dados com referência aos 167 cidades do RN e confirma que em todos há veículos trafegando com pendências na documentação obrigatória. No total, o Estado conta com mais de 1,07 milhão de automóveis registrados.

A Coordenadoria de Educação e Fiscalização do Detran alerta aos condutores que a condução de veículo com licenciamento em atraso é registrada como infração gravíssima com multa de R$ 191,54, sete pontos na CNH, além de apreensão e remoção do veículo. A taxa de licenciamento, este ano, não sofreu qualquer reajuste e continua R$ 60, independente do ano ou categoria do enquadramento do transporte automotor.

O relatório informativo sobre a taxa de licenciamento do Detran, vai servir para que o Órgão direcione suas equipes de educação e de fiscalização para que sejam realizadas ações de incentivo a regularização dos veículos. As intervenções compostas de blitz educativa e fiscalizatória já estão acontecendo e devem ser intensificadas nos próximos dias. O calendário de pagamento da taxa de licenciamento foi concluído no último dia 10 deste mês, onde os veículos com placas final “0” deveriam efetivar a quitação da taxa.

OPERAÇÃO 'ANJOS CAÍDOS' PRENDE 30 NA REGIÃO DO TRAIRI NO RN

Deflagrada na manhã desta quinta-feira (30), nas cidades de Santa Cruz e Tangará, no Trairi potiguar, a Operação 'Anjos Caídos', da Polícia Civil, cumpriu 30 mandados de prisão e apreendeu um adolescente, suspeitos de participarede uma organização criminosa que praticava homicídios, tráfico de drogas e assaltos na região.

Segundo informações da Polícia Civil, dos 30 mandados de prisão cumpridos durante a operação, 15 foram executados contra suspeitos

que já estavam detidos em unidades prisionais do estado por outros crimes. Durante a operação também foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos locais em que os suspeitos foram presos. Seis armas de fogo e dois quilos de droga foram apreendidos.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as investigações revelaram que os integrantes da associação criminosa que já estavam presos mandavam ordens de dentro do presídio para a execução de crimes que vinham acontecendo nas cidades da região do Trairi.

“Acreditamos que com a desarticulação desta organização criminosa e a prisão destes integrantes na data de hoje, nós iremos elucidar a autoria de vários assassinatos que vinham acontecendo na região”, destacou o delegado Cláudio Henrique, da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc).

A operação foi coordenada pela (Denarc) e contou com o apoio de policiais civis de várias delegacias da capital e do interior do Estado, do helicóptero Potiguar 1, da Secretaria de Segurança e Defesa Social (Seded) e da Delegacia Móvel.

EMPRESÁRIO É ASSASSINADO NO LITORAL SUL POTIGUAR

O biólogo marinho e empresário do ramo da carcinicultura Alexandre Alter Wainberg, de 54 anos, foi assassinado na manhã desta quinta-feira (30) dentro de uma fazenda em Tibau do Sul, a 80 quilômetros da capital.

De acordo com o tenente Daniel Costa, comandante da Polícia Militar na região, a vítima levou uma facada no peito durante uma discussão com um dos seus funcionários. O empregado fugiu.

Ainda segundo informações da PM, o crime aconteceu no distrito de Piau, dentro da fazenda que pertence a Alexandre.


O empresário chegou a ser levado para o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia faz buscas na tentativa de encontrar e prender o funcionário.

Pioneirismo
Alexandre Wainberg nasceu no Rio de Janeiro. Graduação em Biologia Marinha pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1986, ele concluiu mestrado em Bioecologia Aquática pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 1998. Dono da Primar, fazenda localizada no Sítio São Felix, em Tibau do Sul, ele se tornou referência no país ao ser pioneiro no cultivo de camarões e ostras orgânicas.

GOVERNADORES DEFINEM PAUTA COMUM ANTES DE REUNIÃO COM DILMA

Governadores de pelo menos 18 estados participam de um almoço em Brasília. Na pauta, a elaboração de uma agenda de consenso que será defendida durante a reunião com a presidenta Dilma Rousseff, marcada para as 16h, no Palácio da Alvorada.

"Vamos tratar do ajuste fiscal e dessa parte relacionada às medidas que possam contribuir para o pacto federativo e para o crescimento econômico", informou o governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

De acordo com o governador piauiense, o encontro deve ser um momento para discutir condições que viabilizem alternativas para o crescimento econômico e de geração de empregos, "a partir dos ajustes necessários para o país".

Um dos temas mais importantes da reunião é a reforma do Imposto sobre Comercialização de Mercadorias e Serviços (ICMS). O assunto divide estados, principalmente os que vão perder receita. Nesses casos, a preocupação é saber como as perdas serão compensadas.

"No caso do ICMS a proposta encaminhada pelo Confaz conta com o apoio dos estados brasileiros. Desejamos encontrar no Congresso um ambiente para aprovação da resolução e das leis que criam os fundos", explicou Dias.

CONSPIRAÇÃO CONTRA DILMA AVANÇA NOS TRÊS PODERES

Há em Brasília um movimento clandestino que envolve importantes figuras da República, dos três poderes. Seus participantes não falam sobre seus objetivos e agem com muito cuidado. Nas reuniões, geralmente à noite, os celulares são deixados fora da sala. Há extrema cautela nas conversas com jornalistas, para que nenhuma pista seja involuntariamente dada.

O que quer o movimento clandestino, do qual participam até ministros de Estado e de tribunais, é dar à crise política e econômica a solução que convém a seus participantes: o afastamento da presidente Dilma e a ascensão do vice-presidente Michel Temer. Que, elegante e inteligente, não participa de nenhuma conversa nesse sentido. Caso o objetivo dos clandestinos seja atingido, Temer simplesmente cumprirá sua função constitucional – jamais poderá ser acusado de ter conspirado em causa própria.

Para o grupo, Temer na presidência é a melhor alternativa. A convocação de eleições para presidente, depois do por eles desejado afastamento da presidente, fatalmente criaria um clima de beligerância política e social ainda maior do que o já existente.

Melhor que Temer assuma. Ele fará a convocação de um grande pacto contra a crise. Teria imediato apoio de todos os partidos, PMDB e PSDB à frente, com adesão, no desenho do grupo, do indefinido PSB e até dos hoje governistas PDT e PSD. Uma grande coalizão, e, como no governo de Itamar Franco, apenas o PT e partidos menores de esquerda ficariam fora.

A opção de instaurar o parlamentarismo também não é considerada boa pelos clandestinos. Dilma continuaria presidente e o primeiro-ministro seria indicado por ela e aprovado pelo Congresso. Não poderia ser, claro, nem Eduardo Cunha, nem Renan Calheiros, nem outros com fichas não exatamente limpas. Os partidos teriam de fazer uma ampla coalizão para mostrar maioria e pressionar a presidente a escolher quem eles quiserem, mas a luta interna pela indicação poderia colocar tudo a perder.

O grupo pró Temer trabalha para que a situação de Dilma se torne cada vez mais insustentável. A estratégia inclui sabotar o ajuste fiscal proposto pelo ministro Joaquim Levy, rejeitando no Congresso as medidas que levem a aumento de receita e corte de gastos e, em sentido contrário, aprovando mais despesas do governo. Um subproduto dessa ação, no entender dos clandestinos, poderia ser a renúncia de Levy, criando-se assim mais um problema para a presidente. Quanto pior, melhor.

O ponto forte da estratégia, naturalmente, é a exploração ao limite máximo das acusações de corrupção contra o governo. A tática é fazer com que as denúncias cheguem o mais perto possível de Dilma e de Lula. Da presidente, para facilitar sua derrubada.

A decisão do Tribunal de Contas da União, se contrária ao governo, seria o empurrão para justificar o impeachment. Para o grupo, o ideal seria que tudo isso levasse à renúncia de Dilma, para evitar mais comoções. Não é à toa que é grande a pressão sobre os ministros do TCU, que chegam mesmo a tentativas de chantagem. Até porque há alguns bem vulneráveis.

Assim, com ajuda de segmentos da imprensa, está criado o ambiente político para que a sociedade deseje a queda do governo e apoie os que o sucederem. Os conspiradores apostam nas manifestações planejadas para 16 de agosto para o sucesso do movimento.

DILMA REAGE PARA TENTAR MELHORAR CLIMA POLÍTICO

Em busca de um melhor relacionamento com a base no Congresso Nacional neste início de segundo semestre legislativo, a presidente Dilma Rousseff reage e coloca em prática uma estratégia que não pode ser definida de outra forma senão fazer política.

Dilma autorizou a liberação de cerca de R$ 1 bilhão referente a restos a pagar de emendas parlamentares de 2014 e anos anteriores. "Não tem nenhum milagre. O que tem, pura e simplesmente, é que o governo está cumprindo a Lei Orçamentária. A nossa esperança é que a base do governo se solidifique mais", disse o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, do Uol.

Apesar da pasta, Padilha despacha diariamente no gabinete da Secretaria de Relações Institucionais do Planalto, ajudando o vice-presidente da República, Michel Temer, no trabalho da articulação política do governo federal.

A presidente também decidiu concluir a distribuição de 200 cargos nos Estados nas próximas duas semanas. Está com Padilha a missão de sistematizar o formato de redistribuição das vagas do terceiro escalão, que precisam ser preenchidos em oito unidades federativas. No segundo escalão, segundo ele, há menos de dez cargos a serem preenchidos.

"Quem está no governo e vota [no Congresso], quer sentir-se no governo lá no seu Estado tendo cargo de influência", explica o ministro.

O Planalto agendou ainda, para a próxima segunda-feira 3, um megajantar para líderes governistas e partidos aliados no Palácio da Alvorada. Dilma espera para as 20h um número de convidados que pode chegar a 80. A intenção é mostrar disposição para ouvir. Nesse sentido, Dilma fez um discurso nessa semana, durante o lançamento do programa Dialoga Brasil.

De acordo com os cálculos de Padilha, hoje, apenas 160 dos 513 deputados votam com uma taxa de 70% de fidelidade ao Palácio do Planalto. A ideia, conforme disse na entrevista, é aumentar esse número para algo próximo de 257 a metade mais um dos votos na Câmara.

PETROBRAS RECEBE NA SEXTA VALOR DESVIADO DA EMPRESA

Esta sexta-feira, 31, será um dia em que a Petrobras vai reforçar o seu caixa e o juiz federal Sérgio Moro vai reforçar sua legitimidade diante da opinião pública.

A partir das 10 horas, o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, recebe, em evento na sede da companhia, valores que foram recuperados pelo Ministério Público Federal e pela Justiça Federal, em decorrência das investigações da operação Lava Jato.

O valor total reavido não foi divulgado. Em maio, entretanto, o MPF deu garantias de que deve devolver ao todo R$ 570 milhões à Petrobras e à União, por conta dos processos de corrupção. Na ocasião, a companhia recebeu R$ 157 milhões que haviam sido desviados pelo ex-gerente Pedro Barusco.

Segundo o procurador Paulo Galvão, integrante da força-tarefa da Lava Jato, outros R$ 500 milhões estão bloqueados judicialmente e aguardam a conclusão das ações para serem posteriormente repassados à Petrobras e União.

A Petrobras entrou como coautora do Ministério Público Federal nas ações de improbidade administrativa contra empreiteiras e executivos envolvidos nos casos de corrupção apurados pela operação Lava Jato, pedindo ressarcimento de quase 1,3 bilhão de reais.

O presidente da petroleira, Aldemir Bendine, disse no evento que a empresa busca a devolução total dos valores desviados. "Buscaremos sem descanso a reparação integral", afirmou.

29 de julho de 2015

GOVERNADOR DO RN E ESPOSA SERÃO HOMENAGEADOS NESTA SEXTA-FEIRA PELA CÂMARA DE CAICÓ

Na próxima sexta-feira 31, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria chega a Caicó para cumprir agenda política e ser homenageado juntamente com sua esposa, a advogada e analista de sistemas Julianne Faria pela Câmara Municipal de Caicó.

A solenidades está marcada para aconteceu as 15:00. O título de cidadã caicoense que será entregue a primeira da do RN, aprovado pelo legislativo é de autoria do vereador, Leleu Fontes.

Na última sexta-feira quando a Câmara realizou a Sessão Solene para agraciar com títulos e comendas 61 pessoas e instituições, Julianne Faria, não pode participar em virtude de compromissos anteriormente já agendados e inadiáveis.

Já a
Comenda de Honra ao Mérito Vila do Príncipe aprovada pela Câmara de Caicó para o governador Robinson Faria é de autoria do presidente da casa vereador Nildson Dantas. A honraria lhe foi outorgada antes dele ser governador.

Pela programação, apos ser agraciado, o governador potiguar assinará alguns convênios e anunciará benefícios do seu governo para o município de Caicó. Robinson e Julianne permanecerão em Caicó já que a noite participam do Baile dos Coroas no Corinthians.

LULA ENTRARÁ COM AÇÃO POR DANOS MORAIS CONTRA REVISTA VEJA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou nesta quarta-feira, 29, que entrará com uma ação por danos morais contra a revista Veja. 

No fim de semana, a publicação fez uma reportagem de capa sobre a possível delação do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro.

Segundo a Veja, o acordo envolveria informações sobre a participação do ex-presidente petista no esquema de desvios da Petrobras. Em nota à imprensa, a defesa de Lula diz que o texto da revista não tem "elementos que possam lhe dar suporte" e cita decisões do Superior Tribunal de Justiça que mencionam que "a liberdade de comunicação e de imprensa pressupõe a necessidade de o jornalista e/ou o veículo pautar-se pela verdade". Procurada, a revista não quis se pronunciar sobre o tema.

EM 2100 O MUNDO TERÁ 11,2 BI DE HABITANTES, SEGUNDO PROJEÇÃO DA ONU

A Divisão de População das Nações Unidas publicou nesta quarta-feira (29) dados da evolução da população mundial que incluem uma projeção de que o Brasil deve ter queda no número de habitantes até 2100.

O país, que atualmente tem 207,8 milhões de pessoas, passará, de acordo com essa previsão, a ter 228,6 milhões em 2030, depois 238,2 milhões em 2050, e, finalmente, 200,3 milhões em 2100.

Um gráfico que mostra essa evolução indica que logo após o ano de 2050 o país começaria um suave declínio populacional, resultando nessa diferença de 7 milhões a menos que em 2015 até o fim do século. A ONU detalha que essas previsões são as medianas de cálculos de probabilidade feitos com base em estimativas de fertilidade e expectativa e vida ao nascer.

O provável decréscimo do Brasil contraria a tendência global de crescimento. A previsão é de que a população total da Terra, atualmente em 7,3 bilhões, deve chegar a 9,7 bilhões até 2050 e 11,2 bilhões em 2100, pouco acima das últimas projeções da ONU.

A Índia está a caminho de ultrapassar a China e se tornar o país mais populoso do mundo em menos de uma década seis anos antes do que foi previsto anteriormente. Também crescendo rápido, a Nigéria deve superar os Estados Unidos em meados de 2050 e ter a terceira maior população do planeta, previu a ONU.

A maior parte do crescimento da população global acontecerá em regiões em desenvolvimento, especialmente a África, de acordo com o relatório Perspectivas da População Mundial. Como informa a agência Reuters, as previsões demográficas são cruciais para se conceber e implementar as novas metas de desenvolvimento global que estão sendo lançadas este ano em substituição às Metas de Desenvolvimento do Milênio.

China e Índia, as duas nações mais povoadas do planeta, têm bem mais de um bilhão de habitantes cada e devem trocar de posição até 2022 o que deveria ocorrer seis anos mais tarde. Especialistas preveem que a África responderá por mais que o dobro do crescimento da população mundial nos próximos 35 anos. Projeta-se que as populações de 10 países africanos Angola, Burundi, República Democrática do Congo, Malaui, Mali, Níger, Somália, Uganda, Tanzânia e Zâmbia irão quintuplicar ou mais até 2100.

O futuro crescimento populacional é altamente dependente do rumo da fertilidade no futuro, já que pequenas alterações na fertilidade podem, se projetadas ao longo de décadas, gerar grandes diferenças na população total, afirmou o relatório. Nos últimos anos, a fertilidade diminuiu em quase todas as partes do mundo e a expectativa de vida aumentou significativamente nos países mais pobres.

A fertilidade declinante e a expectativa de vida crescente fazem com que o mundo se torne mais velho, e a maioria das regiões terá uma população idosa, começando pela Europa, onde um terço dos habitantes devem estar passando dos 60 anos até 2050, segundo o relatório.