31 de julho de 2013

UTI DO HOSPITAL SANTA CATARINA FECHA E PACIENTES SERÃO TRANSFERIDOS


A Secretaria Municipal de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) comunicou na tarde desta quarta-feira (31) o fechamento da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Santa Catarina, localizado na zona Norte de Natal.

A decisão tomada define que os pacientes que estão na unidade de tratamento deverão ser encaminhados até amanhã para o hospital Ruy Pereira. Assim como, os 32 servidores da UTI passarão a cumprir escala de plantão nos hospitais Walfredo Gurgel e Ruy Pereira. Os trabalhos na UTI só serão retomados com o fim das obras de reforma no local.

Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do RN (SindSaúde) disse que o secretário-adjunto Marcelo Bessa ligou para o Santa Catarina na manhã de hoje e comunicou a uma enfermeira da UTI que os três pacientes que ocupam os leitos serão removidos, e que a equipe passa a cumprir a escala de plantão em outros hospitais.

EM 2º DIA DE PROTESTOS, MÉDICOS SUSPENDEM ATIVIDADES PELO PAÍS

Médicos catarinenses paralisam as atividades (Foto: 
Cadu Rolim / Foto arena/Estadão Conteúdo)

Médicos de ao menos 14 estados realizam protestos nesta quarta-feira (31). Na terça-feira (30), a suspensão dos atendimentos nas redes pública e privada atingiu 12 estados e o Distrito Federal.

A greve é para marcar posição da categoria contra decisões do governo federal, como a contratação de profissionais estrangeiros pelo programa Mais Médicos e os vetos à legislação do Ato Médico, que estabelece as atribuições dos profissionais de medicina. Em nota, o governo disse que "lamenta" eventuais prejuízos causados à população.

Apesar da greve, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam), que representa 53 sindicatos, orientou para que casos de urgência e emergência sejam atendidos. Os clientes de planos de saúde também serão afetados. É segunda vez, em um intervalo de uma semana, que a categoria cruza os braços em protesto contra decisões do governo federal.

29 de julho de 2013

A DIFERENÇA ENTRE O DOENTE NOBRE E OS DOENTES COMUNS NO BRASIL

José Sarney
O senador moribundo José Sarney (PMDB-AP) está hospitalizado no melhor hospital privado do estado do Maranhão, o UDI Hospital, recebendo tratamento vip. Enquanto o hóspede ilustre desfruta dos melhores cuidados médicos possíveis na capital do Estado, São Luiz, os pobres coitados daquele Estado recebem a atenção de um médico que se desdobra para atender 40 pacientes, com prazo de apenas 5 minutos por consulta e “diagnosticar” o doente devido a imensa demanda. Muitas vezes o paciente sai pior do que entrou nos postos de atendimento.

Essas condições do atendimento médico no Maranhão, estado natal de José Sarney, não é diferente do resto do país. É uma calamidade a situação da saúde naquele Estado e nos demais por todo país.

Na cidade de Sucupira do Norte, num lugarejo de nome Água Branca, o posto médico foi recentemente reformado, mas o médico retorna, às vezes, de 4 ou 5 meses depois de ter aparecido. Nessa região 3 médicos fazem milagre para atender os 10.444 habitantes.

Um médico plantonista cumpre uma jornada de 24 horas sem nenhum apoio logístico necessário ao bom desempenho do seu precário atendimento. Remédios nem pensar. Esse quadro não é diferente de Caicó aqui no meu Rio Grande do Norte, apesar da governadora Rosalba Ciarlini ser médica

O que importa para essa caterva de privilegiados sem coração é que a sua saúde esteja garantida através dos melhores meios disponíveis e pagos com verbas públicas. ( Dinheiro do povo ). Quem manda continuar elegendo essa corja miserável.

O brasileiro precisa mostrar a essa corja política que o povo não agüenta mais a roubalheira, os desmandos os desvios e todo tipo de sacanagem que eles fazem com o povo, tudo em nome da democracia.

A oportunidade será em 2014, e de que forma: radicalizando, no dia da eleição protestando, ninguém indo as urnas votar. Fique em casa depois procura a justiça e justifique. No Brasil, Político é tudo farinha do mesmo saco.

APÓS DENÚNCIA HENRIQUE ALVES CANCELOU ALUGUEL DE CARRO BLINDADO

Deputado Henrique Alves ( PMDB )


O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), mandou cancelar o edital que tinha como objetivo alugar dois carros utilitários 4×4 no Rio Grande do Norte, seu estado. Seriam dois veículos, um blindado e outro comum, por R$ 222,5 mil por ano.

Tudo na conta do contribuinte. Mas Henrique Alves informou não tinha conhecimento do edital e apenas ficou sabendo da intenção de compra, após a matéria exclusiva do Diário do Poder. Henrique Alves informou através de sua assessoria que mandou cancelar o edital, pois não vê necessidade de alugar automóveis já que tem um pessoal também blindado que usa quando vai ao seu estado o Rio Grande do Norte.

MINIREFORMA POLÍTICA PODE SER VOTADA EM AGOSTO

 


O deputado Cândido Vaccarezza declarou que o projeto da minirreforma eleitoral poderá ser votado em agosto. Entre as alterações, o texto propõe novas regras para prestação de contas pelos partidos políticos. Além disso, autoriza pré-campanhas eleitorais na internet e modifica os prazos para substituir e escolher candidatos.

A proposta é de um Grupo de Trabalho da Nova Lei Eleitoral, instalado em abril e coordenado por Vaccarezza. Desde o dia 9 de julho, o projeto tramita em regime de urgência, porém ainda não existe consenso para votação.

Segundo o deputado, as mudanças poderão tornar as eleições mais democráticas e compreensíveis para a população que, por sua vez, terá mais facilidade para realizar fiscalizações. “Pela lei atual, por exemplo, um candidato a governador pode renunciar até no sábado que antecede a eleição e, ainda assim, o partido pode indicar um substituto”, afirma Vaccarezza.

CRISTOVAM DEVE SER VICE NA CHAPA DE EDUARDO CAMPOS PARA PRESIDÊNCIA

 
 
Apesar de o governador Eduardo Campos (PSB-PE) ter sondado Osmar Dias (PDT-PR) para ser seu vice em 2014, o PDT aposta mais no nome do senador Cristovam Buarque (DF), também pernambucano, caso o partido realmente decida apoiar o socialista na disputa para Presidente da República. O desembarque da aliança com a presidente Dilma (PT) será discutido durante congresso do PDT marcado para os dias 23 e 24 de agosto.